25 de março de 2012

haicais

Canário da terra
Hoje, raros no campo,
Só uma bela memória

As varas do bambu
Agitadas pelo vento
Fazem barulho toda a tarde

Na quadra do prédio
As flores nas cercas
Enfeitam toda portaria

2 comentários:

Adriana Godoy disse...

Mauro, seu blog é um alívio para os olhos e a alma.

Parabéns por seu trabalho!!


Beijo

Mirze Souza disse...

Lindos!

O do bambu, amei!

Beijos

Mirze