3 de abril de 2012

papagaio

















enquanto, empino o papagaio,
minha mãe, cozinha
no fogão à lenha

a manivela solta
a linha
e leva para o alto
do céu... o papagaio
e os sonhos de menino

a linha, uma hora acaba,
meus sonhos não!

e minha mãe me chama:
- vem menino, vem!
o almoço está pronto
e põe seus pés no chão!

1 comentários:

Mirze Souza disse...

Lindo, Mauro!

A pipa e seus segredos. Mágica poesia.

Beijos

Mirze